A proximidade física conduz a hábitos de expressão que se traduzem em sotaques particulares. Com a uniformização do discurso (primeiro pela radio e televisão, depois por todo o processo de globalização), as particularidades vão-se diluindo na pronúncia socialmente correta do que deveria ser o Português. Aqui pretendem-se preservar precisamente as diferenças e particularidades da cidade, que transportam em si não só o quotidiano e a cultura de cada comunidade, mas também uma musicalidade intrínseca às diferentes formas de expressão.